Gás natural liquefeito cresce no mercado

Demanda global deve aumentar cerca de 1,6% por ano

O gás natural deve ultrapassar o carvão, como a segunda maior fonte de energia do mundo depois do petróleo em 2030, devido a busca pela redução da poluição no ar, com aumento no uso do Gás Natural Liquefeito (GNL).

Segundo o relatório anual da Agência Internacional de Energia (IEA) de 2018, a demanda por energia deve crescer entre 2017 e 2040, considerando o uso mais eficiente de energia. A demanda global por gás deve crescer cerca de 1,6% por ano, até 2040, quando será superior ao resultado atual, segundo a agência.

As estimativas são baseadas em um cenário da IEA que prevê o estabelecimento de leis e políticas para redução de emissões e combate à mudança climática. O cenário também assume mais eficiência energética no uso de combustíveis, em edificações e outros pontos importantes.

A China é o maior importador de petróleo e carvão do mundo, que deverá, em breve, se tornar também o maior importador de gás, com as importações líquidas chegando ao nível da União Europeia em 2040, de acordo com dados da IEA.

Além disso, as economias emergentes da Ásia devem responder por cerca de metade do crescimento global na demanda por gás, o que deve promover as importações de GNL que chegará a 60% em 2040, segundo o relatório da IEA.

Já em termos de produção, o IEA afirma que o Estados Unidos chegará a 40% do crescimento esperado na oferta de gás até 2025.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *